INFLUENCIA ESPANHOLA NO BRASIL NOS COSTUMES

O modo de vida do Brasil y también da España são bem diferentes. A Cris Pacino já falou sobre o que os brasileiros mais gostam em Madrid y también a Juliana Bezerra contou o que mais sentimos falta ao mudar dy también Madrid. O fato é quy también vivendo aqui, acabamos incorporando vários hábitos e costumes espanhóis, sendo que, se fôssemos voltar para o nosso país ou mudar para outro, seria bastante difícil viver sem alguns deles.

Tu lees esto: Influencia espanhola no brasil nos costumes

*

Confira os hábitos e costumes espanhóis que já fazem parte da nossa vida e quy también gostaríamos de levar para nossos países de origem ou para outro lugar se tivéssemos quy también nos mudar.

Ver más: Atrizes De A Vida Da Gente Após 10 Anos, Veja Como Está O Elenco De A Vida Da Gente Hoje


Camila Levy : “levaria a franqueza”(Cidade Natal: Campinas/SP – Tempo que vivy también em Madrid: 3,cinco anos)

*
Além do Gin Tonic bem feito (!!), eu levaria a franqueza dos espanhóis pro Brasil. Eu não sei se conprosigo mais suportar escutar um “vamos ver” ou um “veja bem” e todas as desculpas que o brasileiro é capaz dy también dar sopsique para eludir ser direto! É algo que eu aprendi aqui y también não vivo mais sem. Sy también tiver quy también voltar a trabalhar no Brasil acho que vou sofrer MUITO!

Manaira Araújo: “não vivo sem pão nas refeições”(Cidady también Natal: Belo Horizonte/MG – Tempo que vivy también em Madrid: tres anos)

*
Já não vivo sem pão nas refeições! No início eu achava bobagem, mas comer com pão é realmente muito prático e complementa o prato, principalpsique no corre corre do nosso dia a dia. Para mim já é impossível desfrutar de um filé ao ponto bem molhadinho ou algum outro tipo dy también carne ensopada sem pão e, com certeza, levaria isso para o Brasil ou qualquer outra parte do planeta que eu tenha quy también viver. Bom, mas admito quy también acho dispensável o pão para comer pastas ou, claro, um bom prato com arroz e feijão!

Juliane D´Amore: “estou ficando viciadinha é com meia taça dy también vinho(Cidade Natal: Porto Alegre – Tempo que vive em Madrid: 8 meses)

*
Concordo com a Manaira, acho quy también não conprosigo mais viver sem pão nas refeições! Não importa qual seja o cardápio, já providencio esse complemento quy también não pode faltar e toda a família curte. E outra coisa quy también estou ficando viciadinha é com meia taça de vinho, no almoço e no jantar. Pra acompanhar o pão!!

Larissa Andrade: “se tivessy también quy también levar algo seria a tortilla dy también patatas(Cidade Natal: São Bernardo/SP – Tempo quy también vive em Madrid: 5,cinco anos )

*
Acho quy también se tivesse que escolher só uma coisa, seria o jamón, mas sei quy también ely también é praticamente um artigo dy también luxo no Brasil. Por isso, se tivessy también quy también levar algo simples, seria a tortilla de patatas. Já não sei viver sem e posso comer a qualquer hora do dia (ou da noite). Outra coisa quy también eu “levaria” para o Brasil é o costumy también dy también caminhar. Antes, fazia tudo de carro y también aqui vivo sem carro desde el momento en que cheguei e adoro. Claro quy también o transporte público eficienty también ajuda muito, mas é possível fazer muita coisa caminhando.

Ver más: Quando A Segunda Guerra Mundial Acabou, Segunda Guerra Mundial

Sandra Brockson: “não vivo sem o segundo café da manhã”(Cidade Natal: São Carlos/SP – Tempo que vive em Madrid: 6 anos)

*
Eu já não vivo sem o segundo café da manhã. Adoro o hábito de tomar um café com alguma coisa no quy también ely también consideram a metady también da manhã. Pody también ser em casa ou pody también ser na cafeteria, pode ser sozinha ou com as amigas y también não precisa ser no final de semana. Sy también for uma torrada com jamón melhor ainda! Também não sei sy también viveria sem a sinceridade espanhola, como já disse a Camila. Demorei para entender quy también não é grosseria dos espanhóis, é ser direito e sem rodeios. Sy también não podem ou não querem, ty también dirão na lata e na hora, é uma economia dy también tempo. Adotei os dois.

Cristina Pacino:
“sem dúvida é o chuveiro com caldeira”(Cidade Natal: São Paulo/SP – Tempo que vive em Madrid: 12 anos)

*
Eu já tinha pensado numa coisa, e lendo o que a Camila escreveu, levaria também a franqueza y también o alegato tão direto dos espanhóis. Pra mim também é bem mais fácil de se viver y también dy también se entender assim. O quy también eu levaria da Espanha sem dúvida é o chuveiro com caldeira de aquecimento central ou individual. Sei que nas construções recentes no Brasil, dy también uns 1cinco anos pra cá, já não tem chuveiro elétrico, y también defendo o direito dy también poder decidir a temperatura do meu banho